Astronomia

Nosso Sistema Solar como realmente é – sensacional (aguarde a música acabar, caso apareça)

Página do grupo NGC-51, esses maravilhosos astrônomos amadores, observadores e astrofotógrafos geniais que me dão a honra de serem amigos!

http://www.ngc51.com.br/

galaxias

Can a black hole bend light rays?
Imagine that you are in orbit around a black hole at a safe distance outside the event horizon. What would the sky look like? Normally you would just see the background stars steadily sliding by, due to your own orbital motion. But the gravitational force of a black hole changes things considerably.
Light rays that pass close to the black hole get caught and cannot escape. Therefore, the region around the black hole is a dark disk. Light rays that pass a little further away don’t get caught but do get bent by the black hole’s gravity. This makes the starfield appear distorted, as in a funhouse mirror. It also produces multiple images. You would see two duplicate images of the same star on opposite sides of the black hole, because light rays passing the black hole on either side get bent toward you. In fact, there are infinitely many images of each star, corresponding to light rays that circle the black hole several times before coming toward you.
Einstein’s theory of general relativity predicts that every object bends light rays through its gravity. This is called gravitational lensing. For our Sun this effect is very weak, but it has been measured. For more massive and distant objects in the Universe much stronger lensing has been seen. However, it has not yet been possible to observe this effect near a black hole, or to directly photograph the dark disk surrounding a black hole. However, this may become possible in the foreseeable future.

Curtam as muitas valiosas informações,  a mais recente é “Ondas Gravitacionais”, do genial Einstein – o  Grande!

observação em junho/2015

observação em junho/2015

A FOTO MAIS IMPORTANTE DO SÉCULO XX – DEEP FIELD- 15/1/1996Deep Field, de 28/12/1995The image data are so important  they are being made available immediately to astronomers around the world to pursue research on the formation of galaxies and for probing basic questions about the structure and evolution of the universe.

eXtreme Deep Field, de 08/12/2009

Extreme Deep Field, de 08/12/2009(XDF)

Vídeo sensacional  do zoom desse campo fotografado, veja aqui! (o quão longe fomos fazer essa imagem, de um universo tão grande!)

Mais informações: Hubble Space Telescope

Clusters de galáxias, tantos, tantos que preenchem totalmente a tela e onde brilham mais é porque a quantidade é maior.

Aprendi a amar o céu com meus pais, uma professora e um piloto aviador, Comandante de Aeronave.  Ambos amavam ver o céu, e por eles tive acesso às cartas celestes e instrumentos simples, binóculos, luneta, desde muito jovem.

Procurei desenvolver esse conhecimento depois de adulta, por uns poucos cursos e participando de um grupo de astronomia amadora sensacional – o NGC 51, que se reúne às 4as. feiras às 19h no Espaço Ciência Viva.

Aberto ao público, a todos que se interessarem em conhecer e admirar o céu. Porque é disso que se trata, olhar o céu. Admirá-lo e amá-lo.

Invenção dos amadores

Invenção dos amadores

Abaixo: Foto da Lua tirada por mim.
Ocultação Júpiter-Lua

Ocultação Júpiter-Lua

413003_607015149311428_1065932138_o

Abaixo:  parte do  NGC-51, meu grupo de Astronomia!

starparty

homenagem a uma pessoa...

homenagem …

NGC-51 no ECV

NGC-51 no ECV

Abaixo: Van Gogh de galáxias!

Van Gogh de galáxias!

Um dos quadros mais famosos da história da arte foi recriado com algumas das mais famosas fotografias do espaço. O resultado incrível foi ideia do estudante de astronomia Alex Harrison Parker, do Centro Harvard-Smithsonian de Astrofísica, em Cambridge, Massachusetts (EUA).

Auroras BorealisAurora Boreal

Sem palavras

Sem palavras

E-mail do Espaço Ciência Viva
Extreme Deep Field
Nós no Universo
Nós no universo
Vista magnífica da nossa galáxia, Via Láctea
O universo conhecido
Entrevista do monge John Dobson, criador do telescópio artesanal de baixo custo
Distâncias do Universo
Calendário da NASA
TED TALK – Com milhares de usos, de relógio a mapeamento do céu noturno, esta antiga tecnologia nos lembra que o velho pode ser tão brilhante quanto o novo. Astrolábio do século 13. BRILHANTE!
The Higgs Boson Explained

Constelações da Via Láctea no Hemisfério Sul

Constelações da Via Láctea no Hemisfério Sul

1234048_543012439097227_595735378_nmais NGC-51

MAST, ON, MN e NGC51

MAST, ON, MN e NG

 

 

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s