Conversa no Midrash dia 21 de novembro

Uma conversa sobre a história da cultura da inveja entre nós: a Santa Inquisição, a escravidão, a emotividade, o ódio pelos outros mesmo semelhantes. As características da inveja: congelar o tempo no presente, impedir o aprendizado com o passado, a maledicência que destrói todo diferente, a violência, o medo e o conformismo, com exemplos atuais. As soluções possíveis, a necessidade de reparações e espiritualidade . A resposta: mudar o comportamento de inveja para admiração, também com exemplos.

http://www.midrash.org.br/2019_11/2019_11_21_inveja.html

Primeira “crítica”

João, boa tarde. Já posso dizer algumas coisas? Comecei o livro identificando questões sociais com as quais não me dou muito bem. Me pareceu umv livro técnico e objetivo e eu sou essencialmente sensível e subjetiva. Mas não desisti dele, segui em frente. E ainda bem que não desisti. A partir do momento em que os dados sociológicos diminuíram e a autora começou a abordar o sentimento da inveja como algo subjetivo, intrínseco ao ser humano, eu ganhei asas para voar nessas páginas. Estou me reconhecendo como um ser invejoso e dessa forma, reconhecendo a minha humanidade. Vil ou não, a inveja faz parte da nossa paralisação – no esforço para nivelar todo mundo por baixo- e da nossa ascensão. Ainda estou no princípio, mas já fui seduzida pelo tema. Como é real! Por enquanto eh isso. Irei dando notícias. 🙏🙏
Bom, estou encerrando a leitura. Muito obrigada pelo panorama que descortinei no âmbito espiritual principalmente, cuja abrangência permeia a minha vida. Hoje meu texto no Face falou sobre a inveja, do jeito que gosto de fazer: aplicando no contexto pessoal de forma que todos nós possamos nos ver como somos. Agradeço muito o presente. Gostaria de solicitar que o departamento da sua editora entrasse em contato comigo para eventual trabalho em comum. Estou no meio de uma obra direcionada a um público alvo seleto e resumido. Não será um livro para todos e por isso preciso de tiragens sob demanda. Não sei se vcs trabalham nesse sistema e também não sei se o meu livro se encaixa no perfil dos seus autores. Enfim. Eh isso. Muito obrigada.